A percepção do graduando em saúde coletiva sobre o estágio supervisionado
PDF

Como Citar

Bezerra, A. P. dos S., Moutinho, A. F. M., Alkmim, D. F. B. de, & Morais, I. de A. M. (2013). A percepção do graduando em saúde coletiva sobre o estágio supervisionado. Tempus – Actas De Saúde Coletiva, 7(3), Pág. 115-127. https://doi.org/10.18569/tempus.v7i3.1398

Resumo

O estágio supervisionado é caracterizado pelo momento em que o estudante depois de uma extensa carga teórica vai ao serviço e à gestão aplicar o conhecimento adquirido a fim de modificar situações de vulnerabilidade e mau funcionamento da gestão. Este estudo objetiva descrever e analisar o campo de estágio curricular das graduações da área de Saúde Coletiva, representados pelo bacharelado em Saúde Coletiva – Campus Ceilândia da Universidade de Brasília (UnB) e Gestão em Sistemas e Serviços de Saúde da Universidade Federal do Rio Grande (UFRN). Trata-se de uma pesquisa de natureza qualitativa, realizada em duas fases: análise documental dos Projetos Políticos Pedagógicos e descrição do estágio por intermédio de relatos de experiências e percepções dos autores do presente estudo. Na Graduação da Faculdade de Ceilândia o estágio é disposto nos últimos três semestres da graduação. O estágio I é realizado no Centro de Saúde; o estágio II no Hospital Universitário, com atividades de média e alta complexidade; e por fim, o estágio III nos níveis de gestão estadual e federal. Na Graduação de Gestão em Sistemas e Serviços de Saúde da UFRN a inserção do estágio curricular é no sétimo e oitavo período letivo. Sendo realizado preferencialmente na gestão do sistema público de saúde, com oportunidades de atuação no sistema de saúde suplementar. O aproveitamento dos estagiários se dá pela oportunidade de conexão entre a teoria e a prática, construção de alternativas de organização e estratégias de mudança nos serviços de saúde na tentativa de solucionar problemas.
https://doi.org/10.18569/tempus.v7i3.1398
PDF